Atletas afetados pela pandemia podem pedir auxílio emergencial

20 d maio d 2020 às 10:55 am

Atletas profissionais de atletismo, que estão enfrentando dificuldades financeiras devido à pandemia de coronavírus, poderão se inscrever para uma concessão de auxílio emergencial até 31 de maio. Fundo foi criado pela World Athletics para atletas com necessidades básicas afetados pela pandemia

Há duas semanas, a World Athletics (antiga IAAF) e a International Athletics Foundation (IAF) anunciaram que um fundo de auxílio emergencial de US$ 500 mil havia sido criado para apoiar atletas profissionais que perderam uma parte substancial de sua renda devido à suspensão das competições internacionais este ano.

Auxílio emergencial

Um grupo de trabalho foi formado para supervisionar a distribuição dos fundos e especificar os critérios de elegibilidade do processo de inscrição.

O presidente da World Athletics, Sebastian Coe, que também preside o grupo de trabalho, disse que tem sido uma tarefa desafiadora e complicada definir os critérios de elegibilidade para garantir que os subsídios do fundo sejam entregues aos atletas mais necessitados.

>>Aqui o Link para a inscrição de Atletas no auxilio

“A IAF alocou uma quantia substancial ao fundo, e esperamos arrecadar mais por meio de doações privadas de amigos do nosso esporte. Mas tornou-se aparente que os recursos devem ser focados em atletas que provavelmente competirão nos Jogos Olímpicos em Tóquio no próximo ano e agora estão lutando para pagar por necessidades básicas devido à perda de renda durante a pandemia ”, disse Coe.

O recordista mundial dos 1500 m e campeão olímpico Hicham El Guerrouj, do Marrocos, que iniciou esse projeto e faz parte do grupo de trabalho, disse que o cancelamento das competições teve um enorme impacto sobre os atletas profissionais. Segundo ele, muitos dependiam de prêmios em dinheiro para sustentar a si e suas famílias, mas a pandemia cancelou eventos e os prejudicou.

Critérios

O fundo apoiará os atletas que estavam aptos para tentarem a classificação ao Jogos Olímpicos de Tóquio e fornecerá subsídios sociais a serem usados ​​para cobrir as despesas básicas de vida. O nível da concessão dependerá do número de solicitações aprovadas, mas até um máximo de US$ 4 mil. Prevê-se que as bolsas sejam distribuídas diretamente aos atletas a partir de junho.

Somente atletas que foram impactados financeiramente pela pandemia e são incapazes de manter seu padrão básico de vida devem se inscrever. Todos os candidatos devem atender aos seguintes critérios de elegibilidade:

Estar apto para a classificação aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Nunca ter violado a regra antidopagem e ser capaz de demonstrar uma necessidade justificável de perda significativa de renda em 2020 em comparação a 2019.

>>Aqui o Link para a inscrição de Atletas no auxilio

Ficam de fora:

Para ajudar a garantir que o dinheiro chegue aos mais necessitados, alguns atletas estão inelegíveis para receberem o auxílio emergencial. Estão fora os classificados no top 6 em seu evento no ranking mundial de atletismo. Também aqueles que terminaram nas seis primeiras posições de qualquer corrida de estrada da categoria Ouro. Por fim, atletas que ganharam mais de US$ 6 mil em premiações da Diamond League de atletismo em 2019.

Fonte: olimpiadatododia.com.br

Share