Atletas brasileiros são destaques na elite da São Silvestre

29 d dezembro d 2019 às 12:35 pm

Com Permit CBAt e selo ouro a prova terá Daniel Chaves, Wellington Bezerra, Ederson Vilela, Valdilene Silva e Tatiele de Carvalho e presença forte de estrangeiros

Ederson Pereira no Sul-Americano
(Wagner Carmo/CBAt)

A 95ª Corrida Internacional de São Silvestre, que será disputada na terça-feira (31/12) em 15 km por ruas e avenidas de São Paulo, terá um forte grupo de brasileiros, que estão inscritos na categoria Bronze da World Athletics (ex-IAAF), correndo em casa e com apoio da torcida e de olho no pódio. A provas começam às 7:25, com largadas em sequência, e transmissão das TVs Globo e Gazeta.

A 95ª Corrida Internacional de São Silvestre tem Permit da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e selo ouro.

Daniel Chaves da Silva na Maratona de Valência

Os destaques são Daniel Chaves da Silva, top 15 na Maratona de Londres deste ano, garantindo a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, Wellington Bezerra, 18º na Maratona de Hamburgo e vice da Maratona Internacional de São Paulo em 2018, e Ederson Pereira, campeão da Volta Internacional da Pampulha, ouro nos 10 mil nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ambos neste ano, e quinto na Meia de Buenos Aires-2018.

Wellington Bezerra no Circuito Caixa de Corridas de Rua

No feminino, duas corredoras brasileiras estão entre as atrações da Elite, Valdilene Silva e Tatiele de Carvalho. Valdilene foi 15ª colocada na Maratona de Frankfurt-2018, enquanto Tatiele foi quarta na Dez Milhas Garoto e 5ª na Meia de Buenos Aires, ambas em 2018 também. Tatiele possui cinco títulos do Troféu Brasil.

Tatiele Carvalho no Sul-Americano
(Wagner Carmo/CBAt)

As últimas conquistas nacionais na Corrida de São Silvestre aconteceram em 2010, com Marilson Gomes dos Santos, e em 2006, com Lucélia Peres.

A organização confirmou várias atrações na tradicional competição paulistana, que teve a sua primeira edição em 1925. Estará na prova de 15 km o bicampeão queniano Edwin Rotich, vencedor nas edições de 2012 e 2013, e Dawit Admasu, do Bahreim, que ganhou em 2014 e 2017. Ambos estão no seleto grupo de favoritos ao topo do pódio no dia 31 de dezembro. A partir deste ano, a Corrida de São Silvestre tem o Bronze Label da World Athletics (IAAF), como uma das principais provas do calendário mundial.

Valdilene Silva no Troféu Brasil
(Wagner Carmo/CBAt)

Há mais destaques Bronze da World Athletics no masculino. São eles o equatoriano Byron Piedra, finalista nos 10 mil dos Jogos Pan-Americanos de Lima e 7º na Meia Maratona de Nova York-2016; Joseph Panga, da Tanzânia, 4º colocado na 10 k de Boston 2019 e 10º na 94ª São Silvestre, o colombiano José Gonzales,  vencedor da Girardot 15k-2017 e 4º na Boston 10K-2019.

O feminino latino-americano também estará bem representando, com as argentinas Daiana Orcampo (Silver), campeã da Maratona de Buenos Aires e da Meia Maratona de Assunção, ambas em 2019, e Marcela Cordeiro (Bronze), vice em Buenos Aires-2019; além da mexicana Risper Gesabwa (Bronze), prata nos 10K no Pan de Lima, campeã da Des Moines Half Marathon-2014 e top-ten na Frankfurt Marathon-2015.

Entrega de kits e largadas

A entrega de kit da São Silvestre começou na sexta-feira (27/12). O local é o Palácio das Convenções do Anhembi, Hall Nobre, na Zona Norte de São Paulo, localizado na Avenida Olavo Fontoura, 1.209.

A entrega ocorre durante a EXPO Atleta, com uma série de atrações para os corredores. A programação ficou assim: neste sábado e domingo (dias 28 e 29 de dezembro), das 9 às 20 horas, e na segunda-feira (dia 30 de dezembro de 2019), das 9 às 16 horas. Não haverá entrega de kits no dia da prova e nem após a mesma, conforme regulamento.

A programação de largadas na terça-feira (31 de dezembro de 2019) começa mais cedo, a partir das 7:25, com a categoria Cadeirantes. Em seguida, a partir das 7:40, será a vez da Elite feminina, ficando para as 8:05 a Elite masculina, Pelotão C, e Cadeirantes com Guia e Pelotão Geral.

A 95ª Corrida Internacional de São Silvestre é uma propriedade da Fundação Cásper Líbero, com realização do site Gazeta Esportiva, com transmissão da TV Gazeta e da TV Globo. Tem apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura da Cidade de São Paulo. A supervisão técnica é da World Athletics (IAAF), Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Federação Paulista de Atletismo (FPA) e AIMS e a organização técnica da Yescom.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.

Share