Caio Bonfim e Viviane Lyra brilham em Lima

9 d março d 2020 às 12:23 pm

Eles ganharam medalhas de ouro no Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética, disputado no mesmo circuito dos Jogos Pan-Americanos de 2019. O Brasil ganhou ainda mais quatro medalhas na competição

O pódio dos 20 km: Caio Bonfim, ouro (Divulgação/CBAt)

O brasiliense Caio Bonfim (CASO-DF) e a carioca Viviane Santana Lyra (AEFV-RJ) foram os destaques do Brasil no Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética, disputado neste domingo (8/3), em um circuito de 1 km, na Avenida José Larco, em Miraflores, o mesmo utilizado nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, no Peru. Eles ganharam medalhas de ouro. No total, o Brasil conquistou seis medalhas, com mais três de prata e uma de bronze.

Caio, medalha de bronze no Mundial de Londres-2017, venceu os 20 km, com o tempo de 1:24:33, superando a legião equatoriana, liderada por Brian Pintado, campeão do Pan, que chegou em segundo lugar, com 1:25:32. Maurício Artiaga (ECU) ficou com o bronze, com 1:26:16. Caio foi medalha de prata no Pan.

O Sul-Americano marcou a reaparição do colombiano Eider Arévelo, campeão mundial em Londres-2017, que sofreu um acidente de bicicleta na Espanha e ficou fora do Mundial de Doha. Ele terminou a prova em 1:27:40, na oitava colocação.

“Foi uma prova muito dura, com calor, O percurso tinha subidas e descidas, que exigiu muito. Foi muita disputada. E sair vitorioso é mais um degrau na temporada rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio”, comentou Caio Bonfim.

O catarinense Matheus Correa (AABLU-SC) terminou em 11º lugar, com 1:30:22, seguido do paraense Lucas Mazzo (IEMA-SP), em 12º, com 1:32:15.

O pódio dos 50 km (Divulgação/CBAt)

Nos 50 km, Viviane Santana Lyra (AEFV-RJ) foi a grande vencedora, com 4:41:07, seguida na dobradinha com Mayara Luize Vicentainer (FME-Timbó-SC), com 5:00:28. A peruana Yoci Caballero ficou em terceiro lugar, com 5:09:59. Já Paula Raíssa Silva (Sport Club de Recife-PE) completou a prova em sexto, com 5:47:04.

Outra medalha foi conquistada por Gabriela de Souza Muniz (CASO-DF), nos 10 km Sub-20. Ela completou as 10 voltas no circuito em 52:08. A campeã foi a equatoriana Domenica Valdez, com 51:14. A boliviana Stephanie Chavez terminou em terceiro lugar, com 52:17. Gabriely Cristina dos Santos (PM Colombo-PR) foi quinta colocada, com 53:08, enquanto Bruna Batista de Oliveira (AABLU-SC) terminou em 10º, com 58:24. 

Nos 10 km masculino Sub-20, mais duas medalhas. Prata com Kauan Domingues (Memorial-SP), com 45:39, e bronze com Paulo Henrique Ribeiro (PM Colombo-PR), com 44:39. Rubens Dantas Barros (CASO-DF) ficou em 12º, com 49:17. O campeão foi o favorito equatoriano Oscar Patin, com 43:20. 

Nos 20 km feminino, Elianay Barbosa (CASO-DF) ficou em 18º lugar, com 1:52:26, seguida de Nair da Rosa (AABLU-SC), com 1:55:49 (19ª) e de Daniela de Oliveira (CASO-DF), com 1:56:18 (20ª).

Nos 10 km Sub-18, Heron Rodrigues Miranda (Balneário Camboriú-SC) foi o 8º colocado, com 51:43, seguido de Edson Aguiar (Atletas com Futuro-PE), com 52:01 (9º), e Paulo Kennedy dos Santos (AMDM-CE), com 55:14 (12º).

“A participação brasileira foi excelente, com as conquistas do Caio e da Viviane, além de outras medalhas importantes. Toda equipe vestiu a camisa e apoiou todos os atletas nas provas. Quero dar parabéns a todos os atletas, treinadores e presidentes de Federações, além de meu reconhecimento pelo apoio da Caixa. Ela é nosso oxigênio para competir”, comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Warlindo Carneiro da Silva Filho, que chefiou a delegação no Peru. “Ficamos atrás do Equador, por equipes, mas isso não é demérito. O Equador é forte na marcha no mundo inteiro.”

O Brasil participou da competição com 24 atletas – 12 homens e 12 mulheres – qualificados na Copa Brasil Caixa, disputada em fevereiro, no Recife.

A equipe de marcha atlética viajou para Lima com recursos do Programa Caixa de Apoio às Seleções Brasileiras de Atletismo.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.

Share