Celebridade, Darlan Romani estreia sábado na temporada 2020

13 d março d 2020 às 10:56 am

O recordista sul-americano do arremesso do peso é a atração do Torneio FPA a ser disputado no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista

ministrada pelo especialista cubano Justo Navarro, está muito maior este ano. “Os treinos só aumentaram em força e intensidade. Estou treinando muito mais do que no ano passado”, comentou Darlan, que ainda não sabe quando estreará na temporada internacional. “O coronavírus está ameaçando a realização de muitas competições. Temos de esperar”, concluiu.

Eleito em 2018 e em 2019 o melhor esportista do atletismo nacional pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), o catarinense Darlan Romani, recordista sul-americano do arremesso do peso, estreia neste sábado (14/3) na temporada 2020. Ele será a grande atração do Torneio FPA Adulto e Sub-20, que será realizado no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP).

“Estou treinando bem e me sentindo muito bem. A expectativa é obter um bom resultado, mas preciso estar num dia bom porque competição é competição”, disse Darlan, referindo-se à prova que tem início previsto para as 9:30. “Demorei um pouco para voltar a treinar este ano. Foram quase dois meses entre as férias e a recuperação da cirurgia de extração das amígdalas. Normalmente paro por três semanas ou um mês no máximo. Agora está tudo certo. Já recuperei quase todo o peso que perdi.”

Darlan (Pinheiros) teve um ano excecional em 2019. Foi campeão brasileiro, sul-americano, pan-americano, mundial militar, vice-campeão da Liga de Diamante e terminou em quarto lugar no Mundial de Doha, sendo uma das estrelas da melhor prova de índice técnico da história da competição.

Na etapa de Prefontaine Classic da Liga Diamante, realizada em junho, em Stanford, nos Estados Unidos, ele quebrou três vezes o recorde sul-americano, terminando com 22,61 m, quarta marca no Ranking Mundial da World Athletics de 2019. Ele melhorou em 61 centímetros o seu recorde anterior (22,00 m).

LATA VELHA – A vida de Darlan mudou muito nas últimas semanas, depois da participação no quadro “Lata Velha” no programa “Caldeirão do Huck” da TV Globo, com a sua Kombi 1971. “Foi uma homenagem muito bonita ao meu pai (Moacir) e todos da família ficaram muito emocionados”. A repercussão foi enorme. “Fui almoçar outro dia com a minha mulher (Sara) e a minha filha (Alice) e de repente percebi que todo o mundo olhava pra mim no restaurante. Depois as pessoas foram me cumprimentar e falar da Kombi.”

Reconhecido nas ruas de Bragança Paulista, onde mora e treina, Darlan tem de saber lidar também com a pressão. “As cobranças aumentaram muito. Todo mundo fala de medalha na Olimpíada de Tóquio”, lembrou o atleta, de 28 anos, que responde que está trabalhando para isso. Aliás, ele lembra que a carga de treinamento, administrada pelo especialista cubano Justo Navarro, está muito maior este ano. “Os treinos só aumentaram em força e intensidade. Estou treinando muito mais do que no ano passado”, comentou Darlan, que ainda não sabe quando estreará na temporada internacional. “O coronavírus está ameaçando a realização de muitas competições. Temos de esperar”, concluiu.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.

ministrada pelo especialista cubano Justo Navarro, está muito maior este ano. “Os treinos só aumentaram em força e intensidade. Estou treinando muito mais do que no ano passado”, comentou Darlan, que ainda não sabe quando estreará na temporada internacional. “O coronavírus está ameaçando a realização de muitas competições. Temos de esperar”, concluiu.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.

Share