Darlan Romani viaja para período de competições e treinos nos Estados Unidos

11 d abril d 2017 às 8:58 am

Darlan Romani, do clube B3 Atletismo, embarcou para um mês de competições e treinamentos nos Estados Unidos. O recordista brasileiro e 5º colocado no arremesso do peso na Olimpíada do Rio/2016 ficará baseado na cidade de Bradenton, na Flórida, até o início de maio.Darlan, que completou 26 anos no último domingo, estreou na temporada na metade de fevereiro, e já fez quatro competições. Em todas, conquistou resultados acima de 20 metros. Sua melhor marca, até agora, foi obtida no Grand Prix Germán Lauro, em Buenos Aires, no dia 30 de março – ele venceu o torneio com a marca de 20,46 m, ficando apenas quatro centímetros distante do índice para o Mundial de Londres, principal competição do ano.

“Até agora os treinamentos e as competições têm caminhado bem, tudo dentro do esperado, dentro do cronograma. Nas quatro provas lancei acima de 20 metros, o que eu estava almejando para o início da temporada”, explicou o atleta.

“Esse treinamento vai ser algo novo, nunca fui treinar nos Estados Unidos. O objetivo é continuar melhorando, em busca de resultados. Quero dar mais um passo, que é fazer o índice para o Mundial”, disse Darlan. O prazo para a obtenção de índices vai até julho e, além de atingir a marca mínima exigida pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), os atletas precisam estar entre os 40 melhores do mundo pelo ranking olímpico (máximo de três competidores por país).

Destaque do país na prova dos homens fortes

Darlan começou no atletismo em Concórdia (SC), sua cidade natal, por incentivo do irmão, e faz parte do clube B3 Atletismo desde 2014. O arremessador é orientado pelo técnico cubano Justo Navarro, dentro da parceria que o Clube tem com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para o desenvolvimento da área de arremessos.

Nos últimos anos, o atleta se firmou como o principal nome do arremesso do peso masculino no Brasil. Bateu o recorde brasileiro pela primeira vez em 31 de março de 2012, ao alcançar 18,84 m. Em setembro do mesmo ano, o catarinense se tornou o primeiro brasileiro a superar os 20 metros, com 20,48 m. Ainda evoluiu para 20,84 m (em outubro de 2014) e chegou aos 20,90 m em abril de 2015.

Da origem familiar italiana vem o seu biótipo, adequado a uma modalidade que exige muita força. “Na minha família temos pessoas grandes e fortes”, diz Darlan, de 1,88 m e 150 kg. Os calos nas mãos mostram a dureza da preparação para a prova. O peso oficial tem 7.260 kg, mas o atleta chegar a treinar com bolas de ferro de até 10 kg, nos trabalhos de força, ou de 5 kg e 6 kg, para os treinos de velocidade. “O treino de um arremessador nunca será leve, a gente vai ao limite quase todos os dias”. No momento atual da temporada, Darlan faz dez sessões de treino, de segunda a sábado, realizando, em média, 100 arremessos diários.

 

Foto: Darlan, no torneio Etapa Regional, em São Bernardo (Osvaldo F./Contrapé)

Share