Matheus Américo conquista o bi dos 800 m do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

31 d agosto d 2019 às 8:32 pm

Brasiliense fez uma prova tática para garantir a vitória apenas na chegada. No feminino, a vencedora foi a mineira Kleidiane Jardim, que alterna competições de pista com as corridas de rua

Matheus Americo (Daniel Vorley/CBAt)

O brasiliense Matheus Américo Medeiros Pessoa (ABC) conquistou na tarde deste sábado (31/8) o bicampeonato dos 800 m do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, que termina neste domingo (1/9), no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP).

Américo, como é conhecido, mostrou-se extremamente feliz com a vitória e o tempo de 1:48.33. “Perdi o período de base, por causa da extração dos sisos, e estou com apenas seis meses de treinamento. Por isso, perdi a chance de brigar pelos índices para o Pan de Lima e para o Mundial de Doha”, comentou o atleta de 23 anos, sargento do Exército. Por não estar na melhor forma, optou por fazer uma prova tática. “Fiquei mais atrás e só ataquei para a vitória nos últimos 200 m”, completou o corredor, treinado por Edilberto dos Santos Barros.

Kleidiane (Wagner Carmo/CBAt) Alta | Web Kleidiane (Wagner Carmo/CBAt) Kleidiane

Nos 800 m feminino, a mineira Klediane Jardim (Orcampi Unimed) foi a campeã, com 2:05.34. A atleta vem de disputar a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, prova de 21,097 km, onde terminou na quinta colocação. “Eu tenho uma velocidade natural e sou resistente. Por isso, além de provas de rua, faço também os 800 m e os 1.500 m”, disse a atleta de 31 anos, que foi bronze nos 1.500 m, com 4:32.49.

No ano passado, também em Bragança Paulista, Klediane foi vice-campeã das duas provas. Ele treina e mora em Lorena (SP) e é orientada por Eduardo Nascimento, ex-recordista sul-americano de meia maratona.

O paulistano Wellinton Fernandes da Cruz Filho (IEMA) obteve o seu recorde individual para vencer o lançamento do disco, com 59,03 m, marca alcançada na terceira tentativa. “Estou muito feliz por ter vencido e pela minha marca. Embora estivesse entre os favoritos sempre há um receio de alguma coisa dar errado”, afirmou o atleta de 21 anos, que treina com João Paulo Alves da Cunha, em São Caetano do Sul (SP).

Na final dos 5.000 m, Jenifer do Nascimento (Pinheiros) garantiu a sua segunda medalha de ouro, depois de vencer os 10.000 m. Ela completou a distância em 16.19.19. Paulista de Osasco, ela treina com Cláudio Castilho. 

Participantes do Desafio da Milha (Wagner Carmo/CBAt)

Na Milha (1.609 m) feminina para amadores, uma ação da CBAt para a comunidade de Bragança Paulista, a vitória ficou com Vanessa Mendes (5:39.28), seguida por Adriana Toledo Piza (6:08.86) e Maria Cristina Rodrigues (6:27.76). O Desafio da Milha masculina, para atletas amadores, será neste domingo (1/9), às 12 horas.

Medalhistas:

800 m feminino
1) Kleidiane Barbosa Jardim, Orcampi Unimed – 2:05.34
2) Mayara dos Santos Leite, Pinheiros – 2.05.54
3) July Ferreira da Silva, IPEC – 2.06.05

800 m masculino
1) Matheus Américo Pessoa, ABC – 1.48.33
2) Kleberson Davide, Pinheiros – 1.48.77
3) Guilherme Orenhas, MEM – 1.49.21

Lançamento do disco masculino
1) Wellington da Cruz Filho, IEMA – 59.03 m
2) Douglas Junior dos Reis, Orcampi Unimed – 57.25 m
3) Carlos da Silva Valle, AGUEA – 53,97 m

Salto em altura feminino
1) Valdileia Martins, Orcampi Unimed – 1.85 m
2) Monique Varmeling, ASA São Ludgero – 1.85 m
3) Arielly Monteiro Rodrigues, Rondonópolis Associação Atlética – 1.79 m

5.000 m feminino
1) Jenifer do Nascimento Silva, Pinheiros – 16:19.19
2) Graziele Zarri, FECAM – 16:41.76
3) Simone Ponte Ferraz, Corville – 16:45.26

O Troféu Brasil Caixa é uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), com apoio da Prefeitura de Bragança Paulista e do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), e patrocínio da Caixa Econômica Federal.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.

Share