Thiago Paulino bate recorde mundial na 2ª etapa nacional do Circuito Loterias Caixa de Atletismo

11 d agosto d 2019 às 7:54 am

O paulista Thiiago Paulino estabeleceu um novo recorde mundial do
arremesso de peso da classe F57 na tarde deste sábado, 10, na segunda
etapa nacional do Circuito Brasil Loterias Caixa de Atletismo. A competição
realizada a menos de 15 dias do Parapan conta com a participação de 279
atletas de 19 estados e do Distrito Federal. O evento segue até este
domingo, 11.

Thiago Paulino e o seu recorde mundia Foto: Ana Patrícia/Exemplus/CPB

Thiago Paulino, 33 anos, arremessou o peso a 15m11 de distância e superou a marca de 14m92 estabelecida pelo polonês Janusz Rokicki no Mundial de   Doha, em 2015. O vice-campeão, neste sábado, foi Marco Aurelio Lima Borges (11m51) e o terceiro colocado foi Claudiney Batista (11m44).

“Estou muito feliz. Fazer essa marca agora me dá confiança para fazer um
belo Parapan e me preparar para o Mundial de Dubai, que é este ano também.
Lá em Lima vou buscar uma medalha de ouro”, comentou Thiago que é
amputado de perna esquerda em razão de um acidente de moto.

Na manhã deste sábado, duas velocistas que estrearão nos Jogos Parapan-
Americanos de Lima 2019 faturaram a medalha de ouro. Gabriela Mendonça e Rayane Soares têm baixa visão e foram campeãs nos 100m das classes T12 e T13, respectivamente.

A sul-mato-grossense Gabriela Mendonça correu os 100m em 12s49. A vice-campeã foi a também convocada para o Parapan Viviane Ferreira (classe T12), que completou a prova em 12s69. Já na disputa da classe T13, a brasiliense Rayane Soares percorreu os 100m em 12s64. A segunda colocada foi Nathalya Mendonça (14s33) e a terceira Joana Helena (14s77).

“Gostei da prova de hoje. Estou muito feliz com a convocação para Lima, porque vai ser uma experiência que eu ainda não tive. Só tinha sido convocada para competições juvenis e vou começar minha fase adulta”, comentou Gabriela, que ganhou medalha de ouro nos 100m, nos 200m e prata no salto em distância no Mundial de Jovens de Nottwill, em 2017.

Gabriela, 21 anos, tem baixa visão devido a toxoplasmose. Durante a gravidez, a mãe da atleta foi mordida na barriga por um gato infectado. Em 2009, ela conheceu o esporte paralímpico por meio de um projeto escolar. 

“Hoje foi bom porque eu pude ver os meus erros. Ainda preciso melhorar na saída do bloco. Então vou treinar isso para o Jogos Parapan-Americanos”, disse Rayane, 22 anos, que tem baixa visão devido a microftalmia bilateral congênita.

Cinquenta convocados para Lima 2019 participam da segunda fase nacional do Circuito, entre eles estão: o paraibano Petrúcio Ferreira (T47), o paranaense Vinícius Rodrigues (T63) e os paulistas André Rocha (F53), Daniel Martins (T20), Elizabeth Gomes (F52) e Lorena Spoladore (T11).

A primeira etapa nacional do Circuito Brasil Loterias Caixa aconteceu em junho, também no CT Paralímpico, e reuniu 347 atletas de 24 estados e do Distrito Federal. Para disputar as etapas nacionais do Circuito, os atletas precisam ter os índices mínimos estabelecidos pelo Departamento Técnico do CPB. No primeiro semestre, os competidores puderam buscar estas marcas nas quatro fases regionais: São Paulo, no CT Paralímpico, em fevereiro; Norte-Nordeste, em João Pessoa (PB), em março; Centro-Leste, em Uberlândia (MG), e Rio-Sul, em Curitiba (PR), em abril.

Resultados
Acompanhe os resultados do Circuito Brasil Loterias Caixa em tempo real, pelo aplicativo “Circuito Caixa Nacional”, disponível para dispositivos iOS e Android ou aqui


Share