Troféu Brasil Caixa é última chance de obtenção dos índices pro Rio 2016

30 d junho d 2016 às 2:37 pm

mauro-vinicius-da-silva-o-duda-1446665209558_615x300O Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2016 começou na manhã desta quinta-feira (dia 30), com provas eliminatórias, de qualificação e do heptatlo, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo (SP). Além do desfile de alguns atletas qualificados para os Jogos Olímpicos Rio 2016, as competições tiveram a participação de interessados em lutar por vagas na Seleção Brasileira.

Mauro Vinícius “Duda” da Silva (BM&FBovespa), por exemplo, obteve o melhor resultado na qualificação do salto em distância, com 7,79 m (0.5), marca alcançada em sua segunda tentativa. “Nem fui para a terceira para me poupar para a final”, disse o atleta, referindo-se à prova desta sexta-feira (01), a partir das 16:05. “O objetivo é ultrapassar os 8,15 m e ficar tranquilo para a Olimpíada”, completou Duda. Na qualificação, Tiago da Silva (Brasil FC/Fupes) ficou na segunda colocação, com 7,72 m (0.3).

No feminino, Eliane Martins (Pinheiros), qualificada para o Rio 2016, terminou em primeiro lugar na seletiva, com 6,40 m (0.1). Jéssica Carolina Alves dos Reis (ASA São Bernardo) ficou em segundo, com 6,26 m (-0.3). Ela ainda busca o índice olímpico de 6,70 m. “Estou confiante e espero conseguir na prova final”, afirmou na saída da área de saltos. A prova será nesta sexta, às 14:30.

De qualquer maneira, mesmo que não consigam os índices, Duda e Jéssica têm chances de ir para a Olimpíada pelo sistema de cotas da IAAF. As provas tem um número mínimo de participantes e quando não atingidos pelos índices são completados pelos atletas com os melhores atletas no Ranking Olímpico da entidade, que leva em conta apenas os três principais representantes de cada país.

Ainda na qualificação do salto em distância feminino, Keila Costa (BM&FBovespa), pré-convocada para a Olimpíada, passou para a final, com 5,03 m (-0.4).

Outros finalistas definidos para esta sexta-feira foram dos 1.500 m, com Thiago do Rosário André (BM&FBovespa) obtendo o melhor resultado nas semifinais, com 3:52.70. Qualificado para a Olimpíada, ele espera voltar à melhor forma, após uma sequência de contusões no início de temporada. “Agora, estou bem e confiante. Vamos usar todo o tempo possível para treinar”, comentou. A final será as 14:50.

Já nos 100 m, cujas semifinais e final serão ainda nesta quinta-feira (30), dois atletas se destacaram nas eliminatórias. Jorge Henriques Vides (Brasil Foods/ILF) e Paulo André de Oliveira (Vila Olímpica) completaram a quinta série em 10.26 (0.1), os melhores tempos da manhã.

Paulo André, de 16 anos, comemorou muito. “É o melhor resultado da minha vida. Vou tentar ser mais rápido ainda”, disse o paulista, radicado no Espírito Santo, que tinha 10.30 como recorde pessoal. O velocista está convocado para representar o Brasil no Mundial Sub-20 da Polônia, em julho.

Share