Usain Bolt mira na quebra do próprio recorde dos 200m enquanto treina para o ‘triple-triple’ no Rio 2016

17 d abril d 2015 às 11:15 am

usain_bolt_manoamano_alexferro.16042015-5592Não que alguém precise de muito convencimento para querer ver Usain Bolt competir no Rio 2016, mas, em sua nova visita à cidade, o velocista jamaicano ofereceu ao público ainda mais motivos para se animar.  Em entrevista exclusiva ao Rio2016.com, Bolt disse que pretende realizar um inédito “triple-triple” (três ouros nas mesmas provas em três Jogos Olímpicos seguidos), sendo um novo recorde nos 200m o seu foco principal. Parece que o céu é o limite para o “Raio”.

“O 200m (recorde mundial) é certamente um dever para mim, então estou realmente focado em cumpri-lo”, disse Bolt, que detém os recordes mundiais dos 100m, 200m e revezamento 4x100m. “São os Jogos Olímpicos, é o nível mais alto, portanto a competição será dura, mas eu estou muito animado porque a possibilidade de um recorde está sempre ali.”

Bolt está no Rio para a terceira edição do Desafio Mano a Mano, que acontece neste domingo (19), com uma corrida de 100m no Jockey Club Brasileiro. Rio 2016 serão os últimos Jogos Olímpicos dele, que completará 30 anos no mesmo dia da cerimônia de encerramento do evento, em 21 de agosto de 2016. O hexacampeão Olímpico já disse que irá se aposentar em 2017, após o Campeonato Mundial, no qual disputará somente a prova dos 100m. Após os ouros nos 100m, 200m e 4x100m em Pequim 2008 e Londres 2012, obter as mesmas conquistas no Rio 2016 seria nada menos que histórico.

“Este é um dos principais motivos pelo qual eu estou tão empolgado. Seria uma grande conquista para mim, então preciso aproveitar esta temporada para garantir que meu treinamento esteja correto para chegar lá no próximo ano. Tudo tem corrido bem até agora, e estou muito feliz”.

“Tenho muitas corridas para entrar na forma que preciso. Comecei bem, tenho me sentido bem; apenas preciso me manter disputando e me preparar com calma”, disse o jamaicano.

Nesta quinta-feira (16), Bolt visitou a Vila Olímpica da Mangueira, na Zona Norte do Rio. Bolt interagiu com crianças, disputou uma corrida com uma estudante (e “perdeu”), jogou basquetebol (acertando todas as cestas que arremessou) e até arriscou tocar tamborim, numa sessão improvisada com a bateria da tradicional escola de samba.

Bolt ainda aproveitou o evento para convocar a torcida brasileira a influenciar os Jogos Olímpicos com a sua cultura.

“Estou empolgado porque acontecerá já no ano que vem e será diferenciado. Haverá muita gente aqui, muitas culturas misturadas. Vocês devem apoiar novos esportes e realmente aproveitar todas as festividades, que serão maravilhosas. Vocês devem mostrar ao mundo a cultura do Brasil e que tipo de povo vocês são, como as pessoas divertidas que eu vi por onde passei”.

“Sempre fui muito bem recebido pelas pessoas aqui, todos sempre foram muito legais comigo. Por isso eu sei que, quando os Jogos chegarem, quando todos estiverem aqui, a energia será alta e incrível”, acrescentou o velocista.

Bolt também revelou quais outros esportes ele gostaria de ver durante o Rio 2016:
“Certamente a natação, que eu sempre assisto nos Jogos. Futebol e basquetebol também, porque é interessante perceber culturas diferentes disputando entre si”.

Fonte:rio2016.noticias

Foto:Bolt brinca com Vinicius, o mascote Olímpico, tendo ao fundo a bandeira da Mangueira (Foto: Rio 2016/Alex Ferro)

Share