Velocistas do Sul completam 10 anos de Circuito Brasil Loterias Caixa, em Vitória

8 d fevereiro d 2020 às 5:02 pm

Apesar de jovens, a idade e o tempo parecem não passar para as velocistas Paulina Pereira da Silva e Suelen Marchesky. Ambas são atletas da classe T37 (paralisia cerebral) e são consideradas as “veteranas” do Circuito Brasil Loterias Caixa de atletismo e natação, que realiza a sua etapa regional Rio-Sul neste fim de semana, 8 e 9 de fevereiro, em Vitória, no Espírito Santo. A competição conta com mais de 400 inscritos, sendo 267 em disputas na pista e no campo e 134 na piscina.

Paulina Pereira da Silva e Suelen Marchesky Foto: Alê Cabral/CPB

Isso porque a catarinense Paulina, 24 anos, que ocupa atualmente o 10º lugar no ranking das Américas na prova dos 100m, participa da competição regional desde 2009. Já a gaúcha Suelen, campeã mundial de jovens, quando chegou a bater o recorde brasileiro, com o tempo 14s44 na prova dos 100m, já está há oito anos no Circuito. 

A fase Rio-Sul é a oportunidade que os atletas do Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina têm para atingir os índices estabelecidos pelo departamento técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), o que garante vaga nas etapas nacionais do Circuito Brasil Loterias Caixa.

Em Vitória, Suelen levou o ouro nos 100m T37, com o tempo de 14s89, superando as atletas Iasmin Vitória da Rosa (16s26) e Caroline Gomes de Castro (16s46). Ela ainda correrá os 200m na manhã deste domingo, 9.
Mesmo vencedoras há muito tempo, a motivação e a vontade de atingir novos índices não acabam para as duas atletas da Associação de Apoio às Famílias de Deficientes Físicos (Afadefi) de Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

“Cada competição é como se fosse a primeira. Quando essa ansiedade de competir acabar, o amor pelo esporte também terá terminará. Sempre vão existir barreiras, vão existir pessoas que vão dizer que não vamos conseguir. Mas temos de mostrar que a somos capazes para nós mesmos. Estar entre os melhores do esporte paralímpico mostra que a limitação está na nossa cabeça”, aponta Paulina.

Na regional Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa, Paulina competirá nos 400m e 800m, provas que começou a treinar recentemente. 

“O nosso objetivo aqui é fazer uma marca muito boa e, se possível, bater o recorde brasileiro”, completou.
Suelen, por sua vez, começou no esporte ainda mais cedo: com 13 anos, em 2011. Dois anos mais tarde, já era integrante da Seleção Brasileira de jovens em 2013. 
“Eu era uma criança muito agitada quando era pequena. E minha vó falava para eu não correr porque tinha o risco de bater a cabeça em algum lugar, já que naquela época eu já tinha hidrocefalia e meningite. Hoje, eu brinco com ela que me motiva a correr cada vez mais”, lembra a gaúcha de 21 anos.

Já no Mundial de jovens na Suíça, em 2017, além do primeiro lugar no pódio nos 100m T37, também obteve a prata nos 200m.

Na natação, o clube Vasco da Gama trouxe uma equipe com 17 atletas e eles obtiveram resultados importantes, especialmente os mais jovens. Nos 100m costas, Beatriz Freudenfeld, 15, foi a melhor com o tempo de 1min28s39. Ela é da classe S9 e uma das participantes do programa do Camping Escolar Paralímpico, realizado pelo CPB, em janeiro. 

Seu companheiro de time, Iago Navarro, de apenas 14 anos, que também já participou do Camping, disputou seu primeiro Circuito Brasil Loterias Caixa, terminou em 4° nos 100m costas da classe S14 (deficientes intelectuais), mas alcançou o índice para disputar as etapas nacionais, em São Paulo, a partir de abril. “Passei oito horas no ônibus do Rio de Janeiro pra alcançar este objetivo e consegui”, comemorou.     

Na sessão da tarde deste sábado, 8, o Secretário de Estado de Esporte e Lazer do Espiríto Santos Júnior Abrau e os vices-presidentes do CPB Naise Pedrosa e Ivaldo Brandão prestigiaram as disputas de natação no Clube de Natação e Regatas Álvares Cabral (CNRAC).

Neste sábado, também foram estabelecidos quatro novos recordes brasileiros nas provas de atletismo.

Nas sedes da regional Rio-Sul, o CPB arrecadará alimentos não perecíveis para doar às famílias que sofreram com inundações causadas pelas recentes chuvas no estado.

Esta é a segunda etapa regional do Circuito Brasil Loterias Caixa 2020. A primeira foi a regional Centro-Leste, que ocorreu em Brasília no último fim de semana. Já Recife, sediará a etapa Norte-Nordeste nos dias 14 e 15 de março, com as três modalidades (atletismo, halterofilismo e natação), enquanto a quarta e última fase regional São Paulo, que acontecerá no CT Paralímpico, na capital paulista (4 e 5 de abril).

Imprensa
Os profissionais de imprensa interessados em cobrir a fase regional Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa não precisam de credenciamento prévio. Bastará dirigirem-se à sala de imprensa para identificação. 

WhatsApp
Receba o Boletim Paralímpico no seu WhatsApp. Envie seu nome e veículo para o número +55 11 98941-7693.

Patrocínios
O paratletismo tem patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.
A natação tem patrocínio das Loterias Caixa.

Serviço
Data: 
8 e 9 de fevereiro
Cidade: Vitória (ES)
Local
Atletismo – UFES- Centro de Educação Física e Desportos (CEFD). End: Av. Fernando Ferrari, 514 – Goiabeiras, Vitória – ES
Natação – CNRAC – Clube de Natação e Regatas Álvares Cabral. End: Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 2100 – Bento Ferreira, Vitória – ES

Programação* 
Circuito Brasil Loterias Caixa de Atletismo

Sábado (8/02) – 14h às 18h 
Domingo (9/02) – 8h às 12h
*Programação sujeita a alterações

Share